quarta-feira, novembro 04, 2009

Morreu o último pensador


O velho senhor que aqui figura é Levi Strauss (ler Lévi Strousse). Foi por causa dele que me apaixonei pela Antropologia, fazendo desta ciência social a mais bela e romântica das armas de análise das realidades e das culturas. Foi por causa dele que palmilhei muitos quilómetros em busca de retalhos da literatura oral do Algarve e de outros pontos do país. Foi por causa dele que li e fiz muitas outras coisas. Sempre me considerei um seu discípulo, sobretudo após a leitura (há muito tempo) da obra prima que dá pelo nome de «Tristes Trópicos», apesar do meu percurso científico ter seguido caminhos de outras ciências e de me ter afastado da corrente estruturalista que LS sempre defendeu. Levi Strauss morreu e, com ele, morreu também o último pensador vivo.

Sem comentários: