quinta-feira, setembro 18, 2008

Integração nas escolas

No final do ano lectivo passado tive a oportunidade de defender, numa reunião de encarregados de educação na Escola EB 2/3 Duarte Pacheco, em Loulé, que a integração dos alunos mais novos (sobretudo os que mudam do 1º para o 2º ciclo) se faria com maior qualidade se correspondesse a um trabalho com os alunos mais velhos (sobretudo os do 9º ano). A questão parece-me simples: mobilizar e dinamizar os alunos mais velhos e responsabilizá-los como tutores dos mais novos, tendo como função principal a sua socialização na escola. Tarefas simples, como mostrar a escola, apoiar algumas tarefas administrativas, defender e integrar nos grupos de pares, são de uma importância decisiva para evitar o crescente bullying nas escolas. Na abertura do actual ano-lectivo a televisão lá mostrou uma escola, do concelho de Bragança, que adoptou pela primeira vez este mecanismo. Chamou “padrinhos” aos alunos mais velhos, talvez pelo nome estar associado mais fortemente a um conceito de protecção social. Mas o sentido do que defendo, está lá. Espero que outras escolas adoptem este modelo. E saibam porque o fazem.

Sem comentários: