sexta-feira, maio 27, 2011

A revolução estará na rua?



Vale a pena ouvir com atenção a qualidade dos discursos, a capacidade de organização e, sobretudo, a excelência do discurso final. Podem dizer que é utopia, mas sem elas, quem seríamos nós. Sem Thomas Morus e sem Tomás Campanela, quem seríamos nós? Sem esta jovem, quem seremos nós? Esta é a minha homenagem aos jovens de Barcelona, escorraçados esta tarde pela polícia. O que dizíamos há meses atrás está a acontecer, e não é necessário sermos todos cientistas políticos para o perceber. Parece que o capitalismo não resistirá à democracia!

Sem comentários: