quarta-feira, novembro 14, 2012

A educação em Portugal

Helena Garrido, diretora-adjunta do Jornal de Negócios, escreve os editoriais do jornal. É portanto uma editora. No passado dia 13 dedicou-o a "Ângela Merkel e a maioria silenciosa". A chanceler é assim a grande gestora do desenvolvimento das empresas alemãs em Portugal e a maioria silenciosa são aqueles que não se manifestam contra a política do eixo franco-alemão (agora mais germânico do que francófono). Merkel e a maioria silenciosa vieram dar uma lição a Portugal: a de que é preciso mais qualificação e formação. E isso só vai com o 'sistema dual' que Portugal importou da Alemanha, a única forma de "corrigir os erros que foram sendo cometidos na educação em Portugal". Ora aqui é que bate o ponto e vale a pena perguntar: o que sabe esta senhora da educação em Portugal? Aceita-se que pode ter opinião, mas que a deve explicitar, o que não faz. Como jornalista deveria perceber isso! Bem diz Pacheco: os jornalistas, em vez de darem notícias, são cada vez mais opinadores de quase tudo. E de muita coisa sabem quase nada.

Sem comentários: