sexta-feira, abril 29, 2011

O PSD defende mais imposto sobre o Algarve

O PSD do Algarve, que tem estado calado que nem um rato sobre a cobrança de portagens na Via do Infante, vem agora acusar a Comissão de Utentes da Via do Infante (CUVI) de ser responsável moral pelos atentados aos três pórticos de cobrança, ocorridos na madrugada do 25 de Abril. O que os algarvios esperavam, os milhares que têm participado nas várias ações de protesto desenvolvidas e mobilizadas, entre outros movimentos, pela CUVI, era que o PSD esclarecesse claramente qual a sua posição sobre a instalação de pórticos que servem para cobrança de imposto aos algarvios e utentes da Via. Mas sobre isso o PSD nada diz. Claro que nada diz, e esconde-se atrás de uma manobra de diversão, alegando uma reles mentira para esconder que sempre defendeu a imposição de mais roubos ao povo do Algarve, defendendo o argumento reles da universalidade que não toca aos banqueiros que acolhe no seu estado maior. Nada diz sobre a cobrança de portagens, porque se for governo já se sabe que vai impor a cobrança de taxas na Via do Infante, esquecendo o que prometeu aos algarvios, aquando da última campanha eleitoral. A cara sem vergonha do PSD/Algarve vai mais longe quando acusa a CUVI de instrumento político de putativos candidatos à Assembleia da República que defendem atentados à democracia. Mas o que deviam explicar aos algarvios era o desempenho dos seus "democráticos" deputados que votaram a favor das portagens no Algarve, quando a "sua" Assembleia da República discutiu a anulação da resolução governamental que instituiu as portagens na Via do Infante. Por isso, não é a CUVI que tem de se retratar sobre os atos de que não é responsável, mas sim o PSD que traiu os eleitores do Algarve, quando afirma uma coisa e pratica o seu contrário.

Sem comentários: