segunda-feira, agosto 04, 2014

João Semedo e o Bloco de Esquerda

De facto a entrevista de João Semedo, líder do Bloco de Esquerda, ao semanário Sol, diz mais do que parece. A primeira constatação é a de que a ideia de influenciar a governação passa apenas por propor ou aprovar com outros setores da esquerda, no parlamento, legislação e princípios defensores do estado social e de causas da modernidade: igualdade, justiça, etc. Ora, alargar essa ação política a outras formas  de governação, com os setores mais à esquerda do PS (e sobretudo com os seus eleitores) e com outros partidos e movimentos de convergência de esquerda, não parece ser a lógica política do BE. Os exemplos que Semedo dá dos sucessos da sua co-liderança, são disso exemplo.
Mas Semedo afirma aquilo que já sabe que muita gente pensa o contrário: “O BE não é só um partido de protesto, existe para disputar o poder”. As suas palavras indiciam exatamente o contrário, pois a segunda parte da resposta fala numa mudança que ninguém sabe o que é. A não ser que o BE perspetive uma aliança com o PCP com vista ao poder, com o qual, segundo ele, converge diariamente no parlamento. Semedo esquece (tendo sido militante do partido, é estranho) que o PC está recluso da/na sua fortaleza, jogando com os sindicatos a sua força política nas eleições, e não está interessado em nenhum acordo com o Bloco. Aliás Oliveira, seu líder parlamentar, disse-o há dias a propósito das eleições presidenciais.
Quanto ao ex-líder Louçã, Semedo afirma-se autónomo da sua influência, mas toda a gente vê uma liderança à distância. Louçã afirma-se nos media como um político de convergências alargadas (manifesto dos 74, manifesto dos economistas, blogue do jornal Público), mas nas posições internas como um político de reduções radicais fechadas. E o BE navega nesse caminho.

Nas páginas do semanário citado acima, outros artigos dão conta de um movimento de esquerda com vista à defesa, nas próximas eleições legislativas, de uma plataforma política de esquerda alargada e aberta. Bons ventos de sudoeste!

Sem comentários: