sexta-feira, novembro 08, 2013

Serão os comunistas coerentes?

Ontem, na SIC Notícias, o deputado comunista António Filipe (AF) aproveitava o seu 1º minuto de debate para contestar o acordo entre o PS e o PSD na direção da Junta Metropolitana de Lisboa. A declaração parece pertinente, porquanto critica a 'aliança anti-comunista' num importante órgão de gestão autárquica. Mas, na verdade, aquilo que AF contestou é exatamente a prática do PCP nas autarquias e noutros órgãos de gestão política, por exemplo nas entidades regionais de turismo. Sabemos que, por exemplo em Loures, cuja presidência o PCP através de Bernardino Soares ganhou sem maioria absoluta, a forma de governar implicou um acordo com o PSD. Aliás os comunistas são useiros e vezeiros nestes acordos com a direita. Também nas juntas de freguesia do concelho de Loulé, os eleitos do PCP aliam-se à direita do PSD para fazer maioria de governo em troco de uns patacos que decorrem de um cargozito de meia tigela. Onde está a apregoada coerência do PCP?

Sem comentários: