quarta-feira, novembro 13, 2013

O etnocentrismo turístico


Dei com o documentário, por acaso, no canal Odisseia. Solenn Bardet, geógrafa e etnóloga francesa, filha adotiva do povo Himba, do norte da Namíbia, fez um filme desenhado e participado pela comunidade local-Les Himbas Font Leur Cinema (um pequeno trailer pode ser visto no vimeo: linque). A autora está lá, dentro do filme, fazendo jus ao chamado 'cinema verdade', sem se esconder por detrás da câmara, mostrando que a fição é apenas uma leitura da realidade. Um dos momentos marcantes e críticos do filme, é quando os membros da aldeia se vestem e pintam de turistas e representam a intrusão na aldeia, apropriando-se da cultura de forma mercantil e na base de um etnocentrismo turístico patente em todo o mundo. Solenn explica no vídeo abaixo o que é para ela o anti-documentário. Excelente.


Sem comentários: