quarta-feira, outubro 24, 2012

Telemóveis e espaço público

A rapariga, ao meu lado no autocarro, repetiu diversas vezes, que não o ouvia, quem o mandava falar como se estivesse dentro de água. Quem gosta de ouvir as conversas íntimas e arrulhos de namorados mesmo ali ao pé do ouvido? O uso maciço dos telemóveis trouxeram, de forma inexorável, a intimidade para o espaço público desenvolvendo interações desconhecidas entre as pessoas. Já não se sabe o que é privado e o que é aceitável em público.

Sem comentários: