sexta-feira, outubro 19, 2012

Robert Kurz

A vida é assim, surpreendente, e a morte prosaica, às vezes. Hoje, ao arrumar os favoritos (já extensos) na barra do portátil, descubro a morte de Robert Kurz, um pensador anticapitalista dos mais interessantes que me habituei a acompanhar na revista EXIT, que fundou e na qual criticou capitalismo e iluminismo, teorias economicistas e o trabalho como escravidão. Influenciador do Grupo Krisis, a equipa do célebre «Manifesto Contra o Trabalho» que a editora Antígona publicou em Portugal, deve ser lido quanto antes.

Sem comentários: