quinta-feira, fevereiro 18, 2010

Poema lá fora

Entrúdios

Os cogumelos já se foram,

Diz o senhor Fausto, olhando o renque de pinheiros húmidos.

Dois burros tristes olhando a praça do povo,

Água da natureza derramando folhas na rua 1º de Maio.

Viviane na rua da Saudade, na noite fria da Ursa Menor.

Carnaval confrangedor, de turistas encafuados,

Longe do Entrudo chocalheiro.

São Miguel, Baiona, Odeceixe…

Tempos modernos e românticos,

Lado a lado,

Disputando o futuro.

*

Alentejo, 16 Fevereiro 2010

Sem comentários: