quarta-feira, abril 01, 2009

Dia Mundial da Poesia

Eu sei que já vai tarde, mas, mais vale tarde do que nunca. É que o poeta amigo Casimiro de Brito enviou-nos 18 "Fragmentos para o Dia Mundial da Poesia" e eu não poderia deixar de os partilhar aqui:

1
O avô dizia-me, tinha eu 8 anos: Não comas três figos se dois te bastam nem digas 10 palavras se com 5 podes dizer o mesmo e levar o outro a ler (a continuar) o que tu escreveste. Por isso Paul Éluard dizia que “A poesia é feita por todos”.

2
Diana (a filha, também com 8 anos), perguntou-me:
— Qual é o cúmulo da escrita? Que não sei, digo.
— É uma pessoa gostar tanto de escrever — respondeu — que enche todas as folhas do mundo e depois escreve nas folhas das árvores e nas ruas e nas praias e em toda a parte do mundo...

3
Soltar a canção, uma voz crepuscular habitada por mil primaveras.

Sem comentários: