domingo, fevereiro 10, 2008

Quem mente, afinal?

Isilda Pegado, que todos conhecem da Federação Portuguesa pela Vida (vulgo movimento anti-aborto), foi a convidada da Sic Notícias para comentar a imprensa do dia. Qual a notícia principal que escolheu? O aumento dos índices do aborto em Portugal. Depois, foi só afirmar que a lei, aprovada há um ano, sobre a interrupção voluntária da gravidez assentou sobre uma mentira. Acontece que é Isilda quem mente. Porquê? Simplesmente, porque as estatísticas apresentam os dados da IVG em Portugal, contabilizando os dados registados, ou seja, os dados do aborto legal. E esses aumentaram, e ainda bem. Porque o aumento desses números deve-se simplesmente ao facto de a maioria das IVG serem agora realizadas em hospitais, retirando-as dos vãos de escada do aborto clandestino.

Sem comentários: