terça-feira, fevereiro 12, 2008

Novas de Timor

Pois, pois, começamos a perceber os contornos da tentativa de assassinatos em Timor-Leste. Os atrasos da intervenção das tropas da ONU, ou dos milhares de homens da Austrália, deixam-nos perante muitas interrogações. O comandante do exército timorense, Matan Ruak, vem dizer isso mesmo, que as forças australianas são mais problema que solução (link). Estranho, muito estranho: como é que os bandoleiros se acercam da área presidencial na cidade de Dili, com vista a decapitar o estado timorense, e entram num tiroteio de mais de uma hora sem qualquer impedimento?
Quanto à informação em Portugal, é de bradar aos céus. Atrasada, com informações erradas e sem qualquer leitura política. Salva-se a Sic, que tem lá a qualidade do jornalista Pedro Rosa Mendes (link).

Sem comentários: