sexta-feira, fevereiro 17, 2006

Nova lei da nacionalidade

A afirmar a sua política de restrição à emigração, Cavaco Silva, há tempos num debate eleitoral em confronto com Francisco Louçã, dizia que o melhor era termos medo da avalancha de emigrantes que em breve nos suplantariam em número; e poder, perceber-se-á. A corroborar esta ideia peregrina o último Expresso referia que Portugal – desde 1 de Maio de 2004 - emitiu apenas 118 autorizações de residência a nacionais dos 10 países novos membros da UE. Mas o actual governo já afirmou querer acabar com as restrições a partir de Maio. E hoje o Parlamento aprovou legislação sobre a nacionalidade de emigrantes em melhores condições, para os que cá trabalham e vivem. Quando o degelo começar, vamos ter muita água a entrar na presidência.

Sem comentários: